Rota das Ostras

dscn2314

O Cultivo de ostras próprias é um dos diferenciais dos restaurantes que compõem a Rota das Ostras em Florianópolis. Os amantes da gastronomia podem ter acesso à ostras frescas, recolhidas do mar na hora de serem consumidas. Nos bairros Ribeirão da Ilha e Santo Antônio de Lisboa, os visitantes podem curtir o visual, com mar azul e calmo, aliado ao sabor dos frutos do mar.

Na região, há restaurantes de diversos estilos: seja com mesas na beira da praia, com deques ou vista panorâmica, todos apostam na tranquilidade da região para proporcionar a experiência gastronômica.

Em Santo Antônio de Lisboa, Norte da Ilha, além da gastronomia, uma opção é ir no final da tarde assistir ao pôr do sol. Voltado para o lado Oeste, a região tem uma das melhores visões do fenômeno natural.
Em Ribeirão da Ilha, Sul da cidade, uma série de restaurantes podem ser encontrados na orla. Segundo o garçom de um dos estabelecimentos, os pratos mais pedidos são a ostra gratinada, o congrio rosa grelhado, o pastel de camarão e o pastel de berbigão.

Os bairros Sambaqui e Cacupé podem ser acessados pelo mesmo caminho, apenas seguindo a estrada. Os três bairros possuem restaurantes à beira-mar especializados em frutos do mar e também fazendas de ostras, facilmente visualizadas da estrada e dos restaurantes.

Quimicamente falando, a ostra possui bastante zinco, que auxilia na produção de testosterona, que aumenta o desejo sexual.
As ostras chegam pequenas e são chamadas de ‘sementes’. Elas são cultivadas em uma área conhecida como ‘berçário’ e depois são encaminhadas para as redes, até atingirem o tamanho para o comércio.

Receba receitas e promoções exclusivas:

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *