Posts com a tag Saúde

Escabeche de Atum

Escabeche de Atum

Olá!
Hoje vamos aprender a preparar um delicioso prato típico da Gastronomia do al-Andalus, Escabeche de Atum.

Esse prato é extremamente versátil, podendo ser consumido com diferentes acompanhamentos, massas, saladas, pães e outras variações a seu gosto.

escabeche de atum

escabeche de atum no pão

O Escabeche de Atum é também uma forma de conservar o alimento por mais tempo, funcionando como se fosse uma conserva natural. É muito comum que o escabeche após preparado seja guardado e consumido somente alguns dias após o preparo, para o seu sabor apurar ainda mais.

Uma ótima dica para o dia a dia é você substituir aquele atum em lata comum por esse magnifico Escabeche de Atum, você irá se surpreender com o sabor que ele irá trazer para os seus pratos e lanches, alem de ser mais saudável!

Atum Lombo sem pele: http://www.lapesca.com.br/file-de-peixe-lombo/atum/atum-lombo-sem-pele/

Lapesca, cada dia melhor.
www.lapesca.com.br

Salmão selvagem X Salmão de criação: entendendo as diferenças!

Temos visto nos últimos tempos o surgimento de muitos textos comparando o Salmão selvagem com o Salmão de criação, que apontam supostos malefícios à saúde trazidos por essa forma de criação. Porem o que realmente é verdade nisso tudo? Quais as reais diferenças entre eles? Nesse post vamos buscar trazer informações coesas e comprovadas para que você, leitor, chegue à sua própria conclusão.

salmão de criação salmão selvagem

salmão fresco

Aquicultura

Primeiramente gostaríamos de esclarecer que peixe de aquicultura, não é pior e nem inferior ao peixe de pesca predatória.
Produtos oriundos de maus criadouros podem oferecer alguns riscos (se não forem bem manejados), podem ter qualidade nutricional diferente, ocasionados por um processo de criação ruim, assim como pode ocorrer o mesmo com frutas, verduras, bovinos e outras formas de produção de alimento.
Já os produtores sérios possuem muitos controles sobre a questão da qualidade da água e sanidade do pescado, esses produtores seguem padrões nacionais e internacionais de cultivo, para evitar problemas à produção e à saúde dos humanos que irão consumir esse peixe.

Salmão chileno

O salmão não é um peixe cultivado e nem pescado no Brasil, praticamente todo o salmão encontrado nos supermercados e peixarias no Brasil é importado do Chile, mais de 98% do salmão consumido no nosso país. Ele se popularizou muito no Brasil e em outros países por ser nutritivo, sem espinha e de sabor agradável. Além disso, aqui no Brasil houve uma boa aceitação da culinária japonesa no país, o que fez o peixe cair no gosto do brasileiro e inseri-lo em sua dieta.
No Chile, não existe salmão selvagem(nativo), mas são criadas duas espécies: o salmão do Atlântico, ou salar, e o salmão do Pacífico, ou coho. Além da truta arco-íris, da mesma família dos salmões.

Diferenças entre Salmão de criação e Salmão selvagem

O salmão de criação e o salmão selvagem podem ter diferenças sensoriais, nutricionais e de preço. A diferença de preço se dá, pois antigamente o salmão selvagem era abundante e podia ser pescado sem grandes problemas. Entretanto, a intervenção do homem no meio ambiente, como sobre a pesca, o aquecimento global, a poluição e a erosão de seu habitat natural, provocaram uma sensível queda nos estoques de salmão selvagem. Embora ainda existam quantidades sustentáveis de salmão selvagem no Alasca, os estoques de salmão selvagem inglês e irlandês estão ameaçados de extinção. Por isso, a criação de salmão  iniciada na década de 1980, mais conhecida como aquicultura, atualmente em franca expansão na costa da Escócia, na Noruega e, em especial, no Chile, fez com que o salmão de criação passasse a ser o tipo mais comumente encontrado nos supermercados e com um preço mais acessível.

Receba receitas e promoções exclusivas:

Veja na tabela abaixo as diferenças nutricionais entre os dois tipos de salmão:

salmão selvagem e salmão de cultivo

comparação entre salmão selvagem x cativeiro

Para a nutricionista Fabiane Alheira, colaboradora do Conselho Regional de Nutricionistas 4ª Região (CRN-4), é perigoso dizer que o salmão criado em piscicultura faz mal ou não à saúde, pois faltam dados científicos que permitam tal afirmação. De acordo com ela, o fato de os peixes adquirirem coloração rosada pela ingestão de pigmentos sintéticos não é motivo para alarme. O fato de ser sintético não significa que é ruim, assim como nem tudo que é natural é bom — ressalta Fabiane.

Alimentação do Salmão de criação

A ração tem vários ingredientes, entre eles, está um pigmento. É ele que dá cor à carne do salmão. Felipe Manterola, gerente geral da SalmonChile, a associação que reúne 17 indústrias, responsáveis por 85% da produção de Salmão do Chile, explica. “A cor do salmão selvagem é alaranjada porque ele come crustáceos na natureza. No cultivo, a alimentação recebe um pigmento chamado astaxantina. É seguro, não muda nada no produto. É um carotenóide similar ao que existe no tomate, na cenoura e nos camarões”.

Além do pigmento, outra polêmica é que a ração usa muita farinha e óleo de peixes silvestres. Ou seja, a produção de salmão estaria usando recursos naturais em demasia. “Antigamente o principal insumo do alimento era a farinha e óleo de peixe, mas hoje só 15% a 20% vêm de recursos naturais”, diz Felipe Manterola.

Segundo o veterinário Sérgio Carmona, presidente da Comissão Científica do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro (CRMV-RJ), muita da confusão em torno do salmão tem origem num caso de parasitose no peixe vindo do Chile, entre 2004 e 2005. Na ocasião, algumas pessoas que comeram o peixe contaminado cru adoeceram e as importações foram suspensas. Porém, essa situação foi solucionada e sabe-se que a indústria chilena toma todos os cuidados necessários para evitar o surgimento de qualquer outra doença no peixe, uma vez que a sua indústria hoje é focada e sobrevive nessa espécie.

Ou seja, é importante que sejamos críticos quanto à origem, fornecedor, manipulação e conservação do pescado. Devemos conhecer o estabelecimento onde compramos os nossos alimentos, cobrar a seriedade do trabalho do governo e empresas importadoras. O trabalho sendo feito de forma série não ocasionará nenhum problema e nenhum risco ao consumidor, assim como já ocorre com outras cadeias de proteína animal. É importante sempre buscarmos diferentes fontes de informações confiáveis, infelizmente como em todo ramo profissional existem bons e maus profissionais, por isso devemos ficar atentos, e acima de tudo, sermos coerentes em nossas decisões.

Como comprar salmão

Na Lapesca você irá encontrar o Salmão em diferentes cortes, filé porcionado para o seu dia a dia, com pele ou sem pele, filé inteiro para o seu salmão assado de final de semana e salmão defumado fatiado para uma deliciosa salada.

Fontes:
http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2015/05/entenda-como-funciona-o-cultivo-do-salmao.html
http://portaldopescado.blogspot.com.br/2015/03/sera-mesmo-que-o-salmao-e-uma-farsa.html

Bacalhau Espiritual

Hoje vamos aprender a preparar um delicioso bacalhau espiritual, um prato muito saboroso, cremoso e que com certeza irá agradar seus convidados.

Vamos a receita desse bacalhau espiritual?

Ingredientes:Bacalhau-Espiritual
750g de bacalhau dessalgado e desfiado
1L de leite
6 gemas
250g de creme de leite fresco
2 dentes de alho socados
6 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 cenoura média ralada
1 cebola grande ralada
200g de manteiga
100g de margarina
2 colheres (sopa) de azeite
1 xícara de biscoito cream cracker esfarelados
1 xícara de queijo parmesão ralado

Modo de preparo:
1- Em uma panela, doure 100g de manteiga com a farinha de trigo, mexendo bem com uma colher de pau até dourar.

2 – Acrescente 700ml do leite e continue a mexer sem parar, em fogo brando, até obter um creme espesso e cozido, sem caroços. Para isso, opte por mexer usando um fouet ou batedor de arame. Desligue o fogo assim que ferver e reserve.

3 – Misture 6 gemas no leite que sobrou(300ml), passe numa peneira e junte ao creme cozido.

4 – Acrescente o creme de leite e o queijo parmesão ralado, corrija o sal, se necessário, e retire do fogo quando começar a ferver.

5 – Em uma outra panela, refogue a cebola e o alho em 100g de manteiga.

6 – Retire o excesso de água da cenoura ralada para, em seguida, misturar ao refogado. Junte o azeite e o bacalhau, e misture bem.

7 – Coloque o creme na mesma panela e incorpore ao bacalhau refogado.

8 – Por fim, disponha um pouco de azeite em um refratário, coloque o bacalhau cremoso e salpique queijo parmesão, os crocantes de biscoito cream cracker e pedaços de manteiga.

9 – Deixe no forno por 20 minutos a 250º. Sirva com arroz ou outros acompanhamentos de preferência.

Viu como é fácil preparar esse bacalhau espiritual?

O Bacalhau para essa e outras tantas receitas você encontra na Lapesca Gourmet

Lapesca, cada dia melhor!

www.lapesca.com.br

 

Benefícios do peixe para a saúde

Os principais benefícios de comer peixe, além de ser uma alimento de fácil digestão, envolve melhorar a memória, a concentração, prevenir doenças cardiovasculares e aumentar as reações anti-inflamatórias do organismo porque o peixe é rico em ômega 3, que é um componente importante para todos estes processos. Além destes benefícios, o peixe também:

  • É fundamental para a formação da pele, cabelos e unhas, pois é riquíssimo em proteínas, Apresentação sem título (89)aproveitadas quase integralmente pelo organismo;
  • Previne a osteoporose, pois tem boas quantidades de vitamina D e cálcio, que fortalecem os ossos;
  • Combate a anemia, pois é uma boa fonte de ferro e vitamina B12, que são nutrientes importantes para a saúde das células do sangue.

Comer peixe faz bem e, por isso, deve-se consumir peixe pelo menos 2 vezes por semana. A preparação do peixe é também importante para a saúde porque, por exemplo, se for fritar o peixe, ele vai ficar menos saudável porque o peixe frito contém gorduras prejudiciais para o organismo. Desta forma, deve-se dar preferência a peixe grelhado, ensopado ou cozido.

Apresentação sem título (91)

 

 

 

 

 

 

 

Informação Nutricional de alguns tipos de peixes

Calorias Gordura Proteínas
Peixes magros
Bacalhau 73,8 0,20 g 18,00 g
Badejo 96,5 2,75 g 17,94 g
Corvina 100 1,20 g 20,80 g
Dourado 80 0,50 g 18,30 g
Garoupa 87 1,21 g 18,03 g
Linguado 87 0,50 g 19,00 g
Pescada 97 1,30 g 20,00 g
Robalo 72 0,30 g 17,20 g
Cherne 81,4 0,38 g 19,90 g
Truta 89,3 1,67 g 18,49 g
Galo 109 2,70 g 19,90 g
Pargo 97 1,30 g 20,00 g
Peixes gordos
Atum 146 5,20 g 24,8 g
Cavala 138,7 7,10 g 18,7 g
Tainha 173 8,96 g 22,87 g
Salmão 211 13,40 g 22,50 g
Sardinha 124 5,40 g 17,70 g
Bagre 178,2 11,40 g 18,90 g
Cação 129 5,40 g 18,80 g

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

 

Peixe em roseta com arroz integral

Uma receita simples e sofisticada para o seu cardápio.

Prove esse delicioso Peixe em roseta com arroz integral. Apresentação sem título (77)

Ingredientes:

  • 6 filés de pescada branca (cerca de 600g)
  • Sal (a gosto)
  • ½ xícara (chá) de vinho branco
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • Palitos de dente (para prender as rosetas)

Modo de preparo:

  1. Tempere os filés de peixe com sal a gosto. Numa tábua, corte cada filé ao meio, no sentido do comprimento, formando duas tiras. Junte a ponta de uma com a ponta da outra, formando uma tira bem longa.
  2. Enrole a tira sobre si mesma para fazer uma roseta e prenda com palitos de dente. Repita com os outros filés.
  3. Sobre a tábua, descasque os dentes de alho e amasse com a lateral da lâmina da faca.
  4. Numa frigideira com bordas altas, coloque o vinho e leve ao fogo médio. Deixe ferver por 1 minuto para evaporar o álcool (se preferir, cozinhe o peixe apenas em água e caldo de limão).
  5. Junte os dentes de alho, acrescente as rosetas de peixe com a abertura para cima, e complete com água até cobrir a metade das rosetas. Regue o peixe com azeite e deixe cozinhar em fogo alto.
  6. Quando ferver, abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos ou até que os peixes estejam cozidos, mas ainda firmes – não deixe muito tempo no fogo para o peixe não desmanchar.

Como fazer o arroz integral:
Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de arroz integral
  • 2 e ½ xícaras (chá) de água
  • ½ colher (chá) de sal

Modo de preparo:

  1. Numa panela pequena, leve a água ao fogo alto.
  2. Quando ferver, adicione o arroz, tempere com o sal e misture. Abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos, até que o arroz esteja cozido e tenha absorvido toda a água. Transfira para uma tigela e reserve.

Para a montagem:
Ingredientes:

  • Chutney de manga
  • Folhas de coentro fresco

Modo de preparo:

  1. Transfira as rosetas de peixe para uma travessa e descarte os dentes de alho.
  2. Aos poucos, regue o arroz com o caldo que se formou na frigideira, misturando com uma colher – ele deve ficar caldoso, mas sem excesso de líquido.
  3. No centro de cada prato, coloque algumas colheradas de arroz integral. Posicione uma ou duas rosetas de peixe sobre o arroz, duas colheradas de chutney e polvilhe com folhas de coentro. Sirva a seguir.

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

Benefícios de comer peixe!

As pessoas com mais de 65 anos que comem peixe podem viver, em média, dois anos a mais do que pessoas que não consomem os ácidos-graxos ômega-3 encontrados principalmente nos frutos do mar, sugeriu um estudo de Harvard que analisou dados de 2.700 pessoas com mais de 65 anos.Apresentação sem título (72)

Segundo a pesquisa, pessoas com níveis mais altos de ácidos-graxos ômega-3 também tiveram um risco geral de morrer 27% menor e um risco de morrer de ataque cardíaco 35% inferior ao de indivíduos com as mesmas características, mas níveis sanguíneos da substância inferiores.

Enquanto outros estudos demonstraram um vínculo entre ácidos-graxos ômega-3 e um risco menor de desenvolver doenças cardíacas, esta pesquisa examinou registros de pessoas mais velhas para determinar qualquer vínculo entre o consumo de carne de peixe e o risco de morrer.

Os cientistas analisaram dados de 16 anos de cerca de 2.700 adultos americanos com 65 anos ou mais. Aqueles considerados no estudo não ingeriam suplementos de óleo de peixe de forma a evitar a confusão sobre o uso de suplementos e diferenças na dieta.

As pessoas com níveis sanguíneos maiores de ácidos-graxos ômega-3, encontrados sobretudo em peixes como salmão, atum, halibute, sardinha, arenque e cavala, tiveram os menores riscos de morrer de qualquer causa e viveram, em média, 2,2 anos a mais do que aquelas com níveis baixos das substâncias.

Os cientistas identificaram o ácido docosahexaenoico (DHA) como o mais fortemente vinculado a um risco inferior de doença cardíaca coronariana. O ácido eicosapentaenoico (EPA) foi fortemente relacionado a um risco menor de ataque cardíaco não fatal, enquanto o ácido docosapentaenoico (DPA) foi mais fortemente associado a um risco menor de morrer de acidente vascular cerebral.

peixes-beneficios_vale_esteAs descobertas persistiram quando os pesquisadores fizeram ajustes demográficos, de estilo de vida e dietéticos. “Nossas descobertas sustentam a importância de níveis sanguíneos adequados de ômega-3 para a saúde cardiovascular e sugerem que mais tarde na vida estes benefícios podem na verdade prolongar os anos restantes”, afirmou o principal autor do estudo, Dariush Mozaffarian, professor associado do Departamento de Epidemiologia da Escola de Saúde Pública de Harvard.

“A melhor relação custo-benefício é passar de nenhuma ingestão à ingestão moderada, ou cerca de duas porções de peixes ricos em ácidos-graxos por semana”, disse Mozaffarian.

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

Tipos de frutos do mar e seus benefícios

Os frutos do mar são muito saborosos e, inclui-los em sua dieta semanal ajuda a reduzir pela metade as chances de problemas cardíacos. Eles contêm nutrientes importantes, incluindo Omega-3, que é um ácido graxo essencial, que ajuda a manter a saúde cardiovascular. Tipos de frutos do mar e seus benefícios:

OSTRfrutos-do-mar-tipos-e-beneficios-2AS

 Ostras têm nutrientes importantes, como zinco – meia dúzia de ostras fornece mais que o dobro da necessidade diária de zinco – e ômega-3, e contêm uma elevada percentagem de proteína baixas em colesterol, também contêm grandes quantidades de tirosina.

Ajudam a melhorar o humor e regular os níveis de estresse e possuem bons níveis de vitaminas A, C e B12 , que são vitais para a energia, e níveis muito bons ​​de cálcio.

frutos-do-mar-tipos-e-beneficios-5

LAGOSTA

A lagosta contém nutrientes tais como a vitamina E, que ajuda a proteger as células de danos por radicais livres, minerais do complexo B e minerais como o iodo e selênio.

Também contém menos colesterol, calorias e gordura saturada, comparadas com as carnes magras ou o camarão, e é uma proteína saudável.

MEXILHÕES

frutos-do-mar-tipos-e-beneficios-4

Possuem vitaminas como A e do grupo B, em especial o ácido fólico e vitamina B12, e minerais tais como selênio, ferro, zinco e iodo, o que é muito benéfico para as pessoas com hipotiroidismo, porque ajudam a produzir tirosina.

VIEIRAS

São uma grande fonte de proteínas e ômega-3, além de frutos-do-mar-tipos-e-beneficios-6conter vitaminas do complexo B e minerais como potássio e magnésio, não têm gordura saturada e são baixos em calorias. Graças à presença de ômega-3, tem se mostrado eficaz para ajudar na saúde do coração, pois reduz o risco de coágulos de sangue e de sofrer com problemas de demência e perda de memória.

 

 

CAMARÃO

O camarão contém frutos-do-mar-tipos-e-beneficios-1zinco, iodo e selênio, este último ajuda a função do sistema imunológico e é vital para a manutenção da função da tiroide.

São ricos em colesterol, mas pobres em gordura e calorias, fornecem cerca de 100 calorias por 100 gramas. Além disso, camarões frescos são ricos em vitamina B12.

Produtos Lapesca: http://bit.ly/1vYyILL

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

Benefícios dos frutos do mar!

Que a carne de peixe e o verão nasceram um para o outro, disso ninguém duvida. Mas, você sabia que além de muito leve e saborosa essa carne contém diversos nutrientes que são essenciais a nossa saúde? Ricos em vitaminas, minerais e proteínas, eles ajudam na prevenção de algumas doenças e colaboram com a nossa dieta!

  • O atum, por exemplo, que é um peixe muito popular, é rico em selênio, considerado um alimento Apresentação1antioxidante, e em vitamina B3, grande fonte de energia.
  • Já o salmão,  além de conter grande quantidade de ômega 3 e ser benéfico, como todos já sabem, no combate ao colesterol ruim do nosso corpo (LDL), é uma excelente fonte de triptofanos, que alivia o estresse, e de vitamina D, que ajuda a regular a pressão arterial.
  • E o camarão, essa quase paixão nacional? Aos fanáticos por esse crustáceo, a boa notícia! Ele contém grande quantidade de proteína e vitamina B12, sendo grande fonte de energia e muito benéfico às células do intestino, do tecido nervoso e da medula óssea.
  • Já as ostras, que no norte e nordeste do país são muito consumidas, contêm bastante magnésio, que ajuda na eliminação do ácido úrico, e potássio, que fortalece os ossos e previne contra doenças como a osteoporose.
  • O bacalhau, tão tradicional nas nossas festas de final de ano, é fonte de fósforo e vitamina B6, que atuam na formação dos nossos ossos e dentes, e nas reações do nosso metabolismo, respectivamente.

Ou seja, se você não tem o hábito de comer peixes e frutos do mar, agora tem ótimos motivos para incluí-los na sua alimentação!

Conheça os produtos da Lapesca: http://lapesca.com.br/

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

Novembro Azul

 

post_lapesca_novembro_novembro_azul

 

Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida a sociedade e aos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas.


Participe desse movimento você também! #NovembroAzul

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

Benefícios do Atum para a saúde

O Atum é um alimento extremamente nutritivo. É rico em Proteínas de alta qualidade e uma excelente fonte de nutrientes importantes.

Conheça os benefícios do atum para saúde:

Cardiovascular: Os ácidos graxos ômega-3 no Atum são responsáveis por uma longa lista de benefícios Apresentação sem título (6)cardiovasculares. Os ômega-3 ajudam o sistema cardiovascular, auxiliando na prevenção de ritmos cardíacos irregulares, tornando-se menos provável a formação de coágulos de sangue e melhora a razão de bom (HDL) para colesterol (LDL), potencialmente nocivo. O ômega-3 reduz a inflamação e, assim, a conversão do colesterol em placas que entopem as artérias.

Benefícios do Atum para saúde dos olhos: Os altos níveis de ômega-3, que são os ácidos gordos essenciais no Atum, oferecem proteção substancial contra a degeneração macular (DMRI) do olho, uma condição na qual a visão fina se deteriora, resultando em perda de visão central e é a principal causa de cegueira em pessoas com mais de 50. Estudos sugerem fortemente que o aumento da ingestão de ômega-3 podem também reduzir o risco de síndrome do olho seco, uma causa importante e prevalente de queixas oculares.

Benefícios do Atum na prevenção do câncer: Estudos mostraram que o Atum previne contra o câncer nos ovários, pâncreas, e todas as partes do aparelho digestivo, incluindo a boca, faringe, esôfago, estômago e cólon. Comer peixes ricos em Ômega-3 também pode ajudar a proteger contra o câncer de mama e diminuir o risco de leucemia, mieloma múltiplo e linfoma não-Hodgkin. O consumo de peixes gordos, como o atum, apresenta proteção substancial contra o carcinoma de células renais, a forma mais comum de câncer de rim.

Benefícios do Atum para cérebro: Omega-3 ácidos graxos, podem ajudar a diminuir o declínio cognitivo e doença de Alzheimer através da promoção de um suprimento de sangue saudável para o cérebro, auxiliando a transmissão de sinais eléctricos no cérebro, e reduzindo os tipos de lesões tão comumente encontrados em pacientes que sofrem da doença de Alzheimer. A pesquisa mostrou pessoas com dietas ricas em niacina tem 70% de menos chances de desenvolver a doença do que aqueles que sofrem de uma deficiência, o seu nível de declínio cognitivo que esta relacionado com a idade também é menor.

Benefícios do Atum para o humor: Uma dieta rica em Atum pode melhorar seu humor e poupar o stress. A EPA de Omega-3 os ácidos gordos melhoram o fluxo de sangue e podem afetar os hormônios e o sistema imunológico, cada um tem um efeito importante sobre a função cerebral. DHA é usado em canais iônicos no cérebro, ajudando a transmitir sinais eléctricos, e está envolvida no metabolismo da serotonina, um fator chave na depressão.

Benefícios do Atum na melhoria da resposta à insulina: O Atum é particularmente benéfico para pessoas que sofrem de diabetes tipo 2, devido ao seu alto teor de gorduras omega-3. A pesquisa sugere que, embora as gorduras saturadas promovem ganho de peso, as gorduras omega-3 encontrados em atum reduz as chances de se tornarem obesos, juntamente com a melhoria da capacidade do organismo de responder à insulina. A razão para esta capacidade admirável é que o ácido gordo ômega 3 conhecido como EPA, que estimula a secreção da hormona leptina, regulando assim o peso do corpo e do metabolismo.

 

Atum Lapesca: http://ow.ly/E6Uwx 

Lapesca Gourmet

cada dia melhor