Posts com a tag Vinhos Lapesca

Harmonização de Vinho e Comida: Dicas valiosas!

A harmonização de vinho e comida no Brasil não é algo comum desde os primórdios de nossa história, devido ao baixo consumo de vinhos entre nós, com isso adotamos a escola européia para tal e adaptamos uma série de pratos brasileiros típicos para melhor desfrutarmos destas delícias da vida.

Dicas de Harmonização de vinho

Dicas de Harmonização de vinho

Gostamos e consumimos muita carne, o churrasco já é uma instituição nacional, seja de carne vermelha, branca ou peixe.

Para fazer harmonização de vinho com as carnes vermelhas, o recomendado é o vinho tinto, mas em se tratando de Brasil, este tinto deve ser leve, pois temos dias muito quentes, com muito sol, e um vinho velho, ou encorpado dificultará muito a digestão. Estes “senhores vinhos” mais velhos e elaborados, merecem ser degustados em dias de temperaturas mais baixas ou amenas. Nós hoje produzimos e importamos milhares de marcas de vinhos que estão prontos a beber, ou seja, vinhos bons, jovens, que preferencialmente devem ser consumidos jovens, e dependendo do local onde estejam sendo consumidos, levemente refrescados, para que sejam mais agradáveis.

As picanhas, maminhas, fraldinhas, contras-filé, filé mignon e outras carnes vermelhas grelhadas e só temperadas com sal, aceitam bem a harmonização de vinhos tintos das uvas Merlot ou Carmenère. Sobre os primeiros, o Brasil é craque em produzi-los. Nossos Merlots são frescos e elegantes, e não são pesados. Os Carmenères do Chile são um capítulo à parte, vinhos de cor forte e aromas ora herbáceos ou defumados, casam-se muito bem com as carnes mais gordurosas.

Se for comer cupim, carne de porco com gordura, ou até mesmo deixar a picanha assar com sua capa de gordura, a harmonização de vinho jovem da uva Cabernet Sauvignon é a pedida. Este sim, muito herbáceo nos aromas, lembrando pimentão verde, tem um corpo médio, sente-se muito bem o preenchimento na boca, graças aos seus taninos jovens, que ajudam na digestão da gordura.

Se as carnes grelhadas forem brancas, como o frango, um bom espumante Brut é uma delícia, combinam bem e não provocam a sensação de estômago muito cheio, neste particular, os espumantes brasileiros são os mais recomendados.

As carnes de caça, ou exóticas como cordeiro,cabrito, javali,coelho,faisão, perdiz, pato e etc merecem uma harmonização de vinhos mais elaborados, finos e elegantes, de preferência de safras mais antigas, e neste particular os vinhos elaborados com as uvas Pinot Noir e Syrah são os ideais. Estes vinhos tem um aroma elegante e um corpo bem macio, que se casam bem com os sabores únicos destas carnes exóticas.

Para as saladas em geral, sempre sem vinagres nos temperos, os vinhos brancos de Sauvignon Blanc são ideais. Leves e frescos, com aromas de frutas tropicais, eles têm uma acidez ideal para acompanhar as saladas incrementadas com frutos do mar e vegetais em conserva.

Os peixes, exceto o bacalhau ao forno com tomates e pimentões, sempre aceitam uma harmonização de vinho branco, de preferência da uva Chardonnay, cuja acidez e corpo médio, realçam e harmonizam-se bem com os sabores delicados dos peixes. Os vinhos de Sauvignon Blanc, também se encaixam bem nesta escolha.

No geral, são os espumantes Brut um grande coringa para a harmonização de vinho e refeições, do churrasco a uma mesa requintada, com a alta gastronomia posta. Os espumantes têm a virtude da leveza, e da digestão fácil, além de ajudar na digestão das gorduras. Como este tipo de vinho deve sempre ser degustado gelado, esta imposição só nos ajuda perante o nosso clima, geralmente quente.

O mais importante é a liberdade de escolha, o vinho que lhe cai bem que é de seu gosto, passa a ser o melhor vinho do mundo, afinal, este vinho te satisfaz, e nada como sair feliz de uma mesa de refeição com o corpo e a alma satisfeitos!

Em nossa adega, oferecemos uma variedade de vinhos especialmente selecionados para atenderem os gostos dos mais exigentes clientes.
Conheça nossa adega.

Lapesca, cada dia melhor.
www.lapesca.com.br

Fonte: http://www.carloscabral.com.br/

Fotógrafo cruza com tornado de peixes durante mergulho no México e capta imagens de beleza rara

Fotos de oceano sempre nos surpreendem. Seja pela combinação incrível de cores, a iluminação geradafotografo pelos raios de luz natural ou simplesmente a incrível diversidade de peixes. Peixes, inclusive, os protagonistas dessa série. Mas de um modo bastante pitoresco.

Não foi nada fácil. O fotógrafo americano Octavio Aburto acumulou anos de trabalho para descobrir um modo de encontrar peixes formando uma espécie de tornado. “Foi mais sorte do que estudo. Errei várias tentativas até localizar essa que é uma das mais delicadas formas de expressão da natureza”, disse.

As fotos foram obtidas no mar do Parque Nacional de Cabo Pulmo, no México. O fenômeno biológico é bastante raro.

Fonte: Hypeness

Carnaval 2014

post_lapesca_folia

Involtini de Linguado e Camarão

 

Procurando uma receita diferente, fácil modo de preparo e sabor extremamente saboroso? Se a resposta foi sim então você precisa conferir a receita de hoje: Involtini de Linguado e Camarão! É basicamente assim: o camarão é enrolado pelo filé de linguado e jogado um saboroso molho por cima. Quer conferir passo a passo como se faz esse prato delicioso? Confira a receita e assista ao vídeo!

 

Ingredientes para a marinada:

• 04 ramos de salsa picados

• 02 talos de cebolinha picados

• 04 ramos de Dill picados

• 03 dentes de alhos amassados

• suco de 01 limão cravo

• sal a gosto

• ½ colher de chá de pimenta-do-reino moída na hora

• Linguado Filé s/ pele Lapesca (04 filés)

• 04 Camarões Rosa Limpo Lapesca

• 01 xícara de chá de vinho branco seco

 

Ingredientes para o molho:

• 02 colheres de sopa de margarina

• 01 cebola pequena ralada

• 01 colher de sopa de farinha de trigo

• 01 pode de requeijão

• Noz-moscada ralada na hora a gosto

• 04 colheres de sopa de queijo parmesão ralado

 

Confira o modo de preparo em nosso vídeo!

Peixe linguado e camarão da melhor qualidade você encontra na Lapesca. Acesse e confira: http://lapesca.com.br/

 

Lapesca Gourmet

cada dia melhor

 

Salmão ao Molho de Espumante

Nossa receita de hoje é Salmão ao Molho espumante! O Salmão é rico em ômega 3, seu consumo faz muito bem a saúde,  ele pode ser preparado de diversas formas. Nossa receita de hoje utiliza o espumante para dar um toque sofisticado ao salmão, que fica delicioso de qualquer forma. Confira a receita:

• 800 gramas de Salmão Premium Atlântico Filé c/pele Lapesca

• 375 ml de espumante

• 01 colher de sopa de cebola roxa picada em cubos

• 01 unidade de brócolis

• 01 cenoura laminada

• 01 bandeja de ervilha torta

• 01 unidade de alho poró

• 375 gramas de creme de leite fresco

• 01 ramo de tomilho

• 01 bandeja de Cogumelos Paris laminado

• Sal e pimenta do reino a gosto

• 01 colher de sopa de azeite de oliva

 

Confira o vídeo e aprenda passa a passo como preparar o salmão!

 

Para sua receita ficar saborosa, adquira salmão de procedência, acesse: http://lapesca.com.br/

 

Lapesca Gourmet

Cada dia melhor

Peixe Prego em crosta de Pera e Gorgonzola

Peixe Prego em crosta de Pera e Gorgonzola, essa é nossa receita do dia, e só de pensar já da água na boca! O peixe prego com aquela carne bem branquinha e saborosa, se mistura com  cream cheese, gorgonzola e pera. Aprenda a fazer essa receita e deixe todo mundo com água na boca, confira:

Ingredientes:peixe-prego2

• 1 kg de Peixe Prego/ Anchova Negra Lombo Lapesca

• Manteiga clarificada

• Pimenta-do-reino branca

Para a Crosta:

• 200g de cream cheese

• 100g de gorgonzola

• 01 pera laminada

Farofa de cuca:

• 100g de farinha de trigo

• 50g de manteiga gelada

• 80g de açúcar

 

Modo de Preparo:

  1. Aqueça uma frigideira antiaderente com um fio de manteiga.
  2. Coloque os pedaços do peixe prego, temperado com sal e pimenta-do-reino branca moída na hora e deixe dourar dos dois lados, deixando o centro do peixe cru. Reserve.
  3. Para a crosta, misture o cream cheese com o gorgonzola. Reserve.
  4. Para a farofa, misture a farinha de trigo, com açúcar e a manteiga com a mão, até formar uma massa solta e úmida.
  5. Coloque no forno para secar e mexa vez em quando com um garfo até formar a farofa dourada.
  6. Utilizando uma assadeira antiaderente, coloque o peixe por 7 minutos no forno a 180 graus. Retire do forno e coloque a pera laminada muito fina sobre o peixe prego. Em seguida, a crosta de gorgonzola e salpique a farofa de cuca. Retorne ao forno por mais 10 minutos.

Quer adquirir peixe prego com boa procedência para fazer a sua receita? Acesse: http://lapesca.com.br/

Promoção de Carnaval!

 Acesse nosso site: www.lapesca.com.br

post_lapesca_carnaval

Novo golfinho de água doce é descoberto no Brasil

O boto-do-Araguaia representa a quinta espécie desses animais conhecida no planeta, e pode estar ossos-size-598ameaçado de extinção

Cientistas brasileiros identificaram uma nova espécie de golfinho de água doce na região da Amazônia. Batizado como boto-do-Araguaia, ele representa a quinta espécie desse tipo de animal conhecido no planeta. A pesquisa, realizada por cientistas da Universidade Federal do Amazonas, em Manaus, foi publicada nesta quarta-feira, no periódico Plos One.

Os autores descobriram um pequeno grupo de golfinhos na bacia do rio Araguaia – também conhecidos como botos no Brasil – que se distinguiam das demais populações. A realização de testes genéticos confirmou se tratar de espécies diferentes, uma das quais ainda não havia sido identificada.

O boto-do-Araguaia, que recebeu o nome científico Inia araguaiaensis, representa a primeira descoberta de um golfinho de água doce em quase 100 anos. O último caso ocorreu em 1918, quando os cientistas descobriram o golfinho branco chinês ou bajii (Lipotes vexillifer), que foi considerado extinto depois de uma missão de busca feita em 2006 não ter encontrado nenhum desses animais.

Parentes próximos – O estudo mostrou que os botos-do-Araguaia se separaram das outras espécies de botos da América do Sul há mais de dois milhões de anos. Os pesquisadores acreditam que a nova espécie é derivada do boto-cor-de-rosa, presente na Amazônia, apesar de ter se distanciado dele há muito tempo.

Os dois são muito parecidos fisicamente, com exceção do número de dentes desses animais e seu tamanho – a espécie do Araguaia é menor. As razões que possibilitaram a separação entre duas espécies são principalmente genéticas. Segundo Tomas Hrbek, principal autor do estudo, as diferenças entre eles são maiores do que entre outras espécies de golfinhos.

Ameaça – Os pesquisadores brasileiros afirmam terem visto aproximadamente 120 botos-do-Araguaia durante as 12 semanas de duração do estudo, e estimam que existam, no total, cerca de 600 a 1 000 desses animais na região. Eles alertam para o fato de que o novo boto já pode estar seguindo o caminho de seu parente chinês, pois os golfinhos de água doce são comumente mortos para evitar que atrapalhem pescarias.

“Os golfinhos de água doce são um dos animais mais raros e mais ameaçados dentre os vertebrados”, escrevem os pesquisadores no artigo. Três das quatro espécies de golfinhos de água doce conhecidas até então estão na lista de animais ameaçados da União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN), e os pesquisadores acreditam que o boto-do-Araguaia deve ser classificado, pelo menos, como “vulnerável”.

“Desde a década de 1960 a bacia do rio Araguaia tem sofrido a pressão causada pela presença humana, com o desenvolvimento de indústrias, agricultura e pecuária e a construção de hidrelétricas, que têm efeitos negativos sobre o ecossistema”, escrevem os pesquisadores.

Fonte: Veja

Peixe Meca – Picanha do Mar

Nossa receita de hoje é com o Peixe Meca, mais conhecido como “A Picanha do Mar”.  Só por ser conhecido dessa forma já dá para imaginar a delicia que é esse peixe. A carne do peixe Meca é muito macia e o sabor da carne é incomparável. Além de tudo essa receita é muito prática, confira:

Receba receitas e promoções exclusivas:

Ingredientes:picanha

1,2 Kg de peixe Meca Lombo s/ Pele Lapesca

02 xícaras de shoyo

01 xícara de água

02 cabeças de cebola

05 dentes de alho

100 gramas de Azeitona

50 gramas de Alcaparra

01 colher de Azeite de Oliva

01 Limão

Sal a gostoAzeite

Uma pitada de Alecrim

Uma pitada de Pimenta calabresa

Pimentão

 

Modo de Preparo:

1.Corte todos os ingredientes bem picados.

2. Refogue no azeite a cebola. Em seguida, doure o alho junto.

3. Acrescente as azeitonas, as alcaparras  e o pimentão

4. Coloque os temperos e desligue.

5. Acrescente o shoyo, água, limão e  pouco sal.

6. Em uma travessa com as postas do peixe meca, uma ao lado da outra, coloque o molho e deixe descansar por 60 minutos.

7. Enquanto isso, prepare o fogo na churrasqueira (médio para  alto).

8. Coloque as postas na grelha. Vire quando necessário.

9. Pronto! Agora, delicie-se!

Não se esqueça, para a sua receita ficar deliciosa adquira peixe meca com qualidade, acesse: http://lapesca.com.br/